um pouco menos de amor

 

Eu gostaria de que as pessoas que, para seguir as convenções, declaram que se amam dissessem umas às outras quando brigassem: – Por favor… um pouco menos de amor e um pouco mais de respeito mútuo.

Kurt Vonnegut, no prólogo de Pastelão ou Solitário, nunca mais.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: