Flagras Jornalísticos

– Eu só acredito? VEEEENDO

A cena acima foi presenciada – e astutamente clicada – no final da tarde de sábado, por mim. Nota-se na foto o DESESPERO de um cão indefeso que, sabe-se lá de que modo, caiu no Córrego do Pirajussara, em frente ao portão principal da Usp. Alguns minutos perdi fitando a cena, mas sem chegar a nenhuma conclusão sobre como tal animal havia parado ali. O muro que cerca o córrego tem, no mínimo, dez metros de altura. Cão nenhum cometeria a imprudência de se jogar de tal altura, ainda mais num córrego, vide o pavor que todo cachorro tem por água. Imaginei também que o coitado pudesse ter, literalmente, entrado pelo cano e por fim ter sido despejado no córrego. Pouco provável.

Ao fotografar tal cena, acabei por chamar a atenção de cerca de meia dúzia de transeuntes, também perplexos com o acontecido. Imaginei Datena, com duas câmeras ao vivo e mais uma aérea; um repórter no local dizendo coisas confusas, formulando hipóteses, criando ibope. Isso sim é espetáculo, pensei. Que gente morrendo, o quê! Que mulher estuprada, o quê! Chacina um caramba! TEM UM CACHORRO ILHADO AQUI, ORAS. Cadê a TV?! Cadê a população chorosa em seus sofás?!

Reduzi-me apenas à realidade e decidi que o melhor a ser feito era ligar para o corpo de bombeiros. Eles viriam, e talvez aí sim as TVs chegassem, mas caso contrário, EU teria imagens exclusivas. Uma foto perfeita para o canto de página do caderno Cidades. Não pagariam tão bem pela foto. Mas com certeza pagariam. Liguei, pois:

– 193, pois não?
– Oi, boa tarde. Eu tô aqui no Córrego do Pirajussara, em frente ao portão principal da Usp. Tem um cachorro ilhado aqui. Cêis poderiam vir resgatá-lo?
– Olha senhor, a gente já atendeu esse tipo de ocorrência algumas vezes. Esses cães costumam fazer isso com certa frequência. Só podemos fazer o resgate se o dono desejar. O senhor é o dono?
– Não.
– Então nós não podemos fazer nada.
– Não podem chamar a Carrocinha depois do resgate?
– Senhor, essa não é a nossa função.
– Mas ele tá ilhado!
– Como o senhor não é o dono, não podemos fazer nada. Mais alguma coisa, senhor?

..

CORPO DE BOMBEIROS IGNORA CACHORROS ILHADOS.

O Agora perdeu uma ótima matéria de capa.

E eu é que não vou lucrar com o coitado do cão. Deve estar lá até agora.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: