Arquivo mensal: março 2005

d:\lucas\docs\rascunhos.doc

A primeira vez que Ana Cristina sentiu prazer na vida foi quando Felipe, rapaz que morava dois andares abaixo, lhe trouxe um pedaço de torta de banana que a esposa havia preparado. A segunda, e quase tão prazerosa quanto a primeira, foi quando Felipe trouxe camisinhas.

Saco vazio não pára em pé

Cuidou das armas com atenção redobrada, limpou os canos, tirou o suor do gatilho. Fez caras e poses na frente de um enorme espelho que havia sido colocada há pouco na sala. Queria reflexos, queria ver a cara do safado por todos os ângulos. Ao ensaiar, mirava a cabeça, os pés, o joelho. Sim, o joelho! Imaginou que um tiro no joelho deveria produzir uma dor do caralho. O filho da puta cairia e tudo então seria concluído com um tiro no saco e outro no peito. Criou na imaginação um intervalo de aproximadamente cinco minutos entre o segundo e o terceiro tiro. Era preciso que ele sentisse o tiro no saco, fizesse caras de piedade, implorasse perdão, mas não podendo ficar de joelhos. Sentiria seus dedos coçarem com a possibilidade de outro tiro na altura do membro sexual, mas como só tinha três balas, resistiria. A última se alojaria no peito, dando um desfecho mortal para o crime que, com certeza, seria primeira página no jornal da cidade.

Mega

Fiz uma trinca na Mega Sena.

Não que eu jogue semanalmente; longe diso. Uma vez por mês e olhe lá. Fiz o jogo na sexta, dia santo. Pecado, oras.

Mas eu tenho uma encanação ridícula com uma sequência que insistia em nunca sair.

Saiu, a filha da puta.

De agora em diante, investirei R$ 3 por semana na vida fácil da possibilidade de ficar milionário.

Jornalismo verdade


O intelectual cai em prantos. “Porra, Pink levou meu Código Da Vinci”, desabafa

Diversão mesmo é conferir as últimas notícias no site do Big Brother:

Miss está sem os sapatos

Baiano acha um grampo na chaleira

Sammy se enche de hidratante

Anotações das aulas de gramática

Dar-te-ei, cavaleiro de honra do reino da Mesóclise, ainda nas terras do rei Oblíquio, conheceu a princesa Pretérita quando cavalgava ao leste com destino ao Infinitivo, reino do soberano Senhor Imperativo…

Motivos para cometer suicídio no orkut

!!!!!!!Pare de falar Palavrão!!!!!!!!

Para os que detestão palavrão, como eu, ou para os que tentam até a alma parar de falar!!!
Sabemos que o palavrão é a parte chula de qualquer ser humano…
Aqueles que falam essas palavras ridículas perdem total valor diante das outras pessoas!!!

(Música da Guerreiros do Amor)
Por que palavrão
Por que palavrão
Não, não, não, não, não, não, não, não!

Ao invés do palavrão, diga ALELUIA!

PALAVRÃO NÃO!!!

!!!!!!!Pare de falar Palavrão!!!!!!!!

Série eterna, imagino.

Pode ter vida em marte


Vou querer me mudar para uma Life On Mars

Puta merda, que coisa linda.

Uia


Olha, um blog.